CANTORA ROMANA, DE PORTUGAL, MADRINHA DA RÁDIO DEFESA DOS ANIMAIS

 CD Fonte de Vida, cantora RomanaA consciência pela defesa dos animais é uma grande realidade que toma conta do mundo a cada dia que passa. Com o avanço dos meios de comunicação de massa, muitas idéias  avançadas, principalmente no campo da ética, que  ficavam presas nos ambientes dos meios acadêmicos, hoje correm o mundo. Além dos pensadores poderem expressar diretamente para o público suas idéias baseadas na lógica onde é impossivel se contradizer a defesa dos animais, também os defensores puderam se unir numa divulgação mundial de suas idéias e de seus trabalhos.

 

Todas essas idéias aos poucos foram se espalhando e hoje encontram-se em todos os meios. Isto também atingiu o mundo artístico, um meio que tem um poder imenso junto ao público. Assim, os artistas, movidos não só por sua grande sinsibilidade, imediatamente passaram a aderir a idéia de defesa dos animais. Isto é muito bom, e quem sai ganhando mesmo são os defensores e naturalmente os animais. 

 

Hoje, muitos artistas são vegetarianos e veganos, outros, são ainda mais radicais e aderem às campanhas da PETA, uma organização mundial que usa meios as vezes muito drásticos, como apresentar artistas sem roupas pela causa animal. 

 

De toda maneira, uma palavra ou um gesto feito por um grande artista pela causa animal tem um grande peso junto ao público e pode mover os sentimentos de milhões de pessoas. Assim, nada melhor para os defensores do que contar com o apoio dos artistas. 

E isto foi o que aconteceu com a Rádio Defesa dos Animais e seus milhares de ouvintes que tiverem a grande sorte de contar com o apoio de uma grande artista da lingua portuguesa, a cantora Romana. O fato dessa grande cantora ser a madrinha da rádio, representa que ela é a favor dos animais, contra a exploração e todos os males que o homem causa aos animais. É um grande ponto de apoio e de exemplo para todos os defensores e para todas as pessoas.

 

Para todos os ouvintes da Rádio e para todos os defensores, nada melhor do que conhecer melhor essa grande artista através de sua biografia oficial que também pode ser lido em seu site www.romana.pt

 

Cantora Romana, Portugal

BIOGRAFIA DA CANTORA ROMANA 

Lisboa, cidade das sete colinas beijada pelo Tejo, viu nascer Romana a 23 de Julho de 1981.

Aos oito anos sobe ao palco pela primeira vez, cantando temas de diversos intérpretes portugueses.

Em 1996 participa no tema Mãe Querida juntamente com vários artistas e assina com a editora discográfica Espacial. Participa com originais, na colectânea «Sonho de Amor»


No mesmo ano, com catorze anos de idade, atinge o seu primeiro êxito na música nacional com o lançamento do primeiro CD. «Já Não Sou Bebé» continua, ainda hoje, a marcar e a condicionar positivamente a sua carreira.

 

Seguem-se: «Não És Homem Para Mim» (1997), «Ex-mulher Ex-amor» (1999) e «Voz por Voz» (2001), a colectânea «O Melhor de Romana» (2002), que inclui Nossa Senhora do Amor e Se Tu Me Deixasses, temas inéditos.

 

2004 foi o ano de regresso a estúdio para o lançamento de «Uma Lembrança Tua». Em 2006, «Esqueci-me De Mim» vem reforçar a discografia da cantora com mais um conjunto de sucessos. Estes álbuns, que contam com a inspiração e autoria do e compositor Ricardo Landum. Estes temas com uma sonoridade romântica, reafirmam claramente a sua paixão por outros ritmos, nomeadamente pelo flamenco e pelo fado.

 

Em Setembro de 2006, e por sua decisão, não renova o contrato com a Editora Espacial. Mantendo a mesma paixão pelo seu trabalho e até ao final de 2007 são feitas varias experiências musicais e assina contrato com a editora Farol.


Em Janeiro de 2008 Romana entra no Estúdio Pé de Vento para gravar este magnifico trabalho que é intitulado de Alma.
Alma conta com a produção de Rodrigo Serrão e Fernando Nunes, onde participam também grandes músicos, excelentes compositores e poetas destacando Nelo Ribeiro, Rodrigo Serrão, Pedro Sequeira e a própria Romana.

 

Em Fevereiro de 2010 assina contrato com a empresa de produção de espectáculos LIVE COMPANY com a finalidade da projecção da sua carreira, e ficando a cargo desta o Management, a agenda, a produção e edição de novos trabalhos futuramente gravados. Como director e mentor desta empresa o Sr. Pedro Gaspar ainda no mesmo ano põem em pratica o grupo Coração Português com a participação de Romana, Mônica Sintra, José Alberto Reis e Pedro Camilo, com um CD já gravado no mesmo ano sendo este um sucesso de vendas prevendo-se também uma agenda preenchida para 2011. (fonte: www.raomana.pt) Leonardo Bezerra

 

ENTREVISTA DE ROMANA AO CENTRO VEGETARIANO DE PORTUGAL

1. Com que idade e porque te tornaste vegetariana?
Aos 16 anos. No dia em que vi uma carrinha de um matadouro parar ao meu lado, olhei para o lado e vi um vitelo a olhar para mim. Naquele momento os olhinhos dele parece que falaram comigo, e consegui sentir tudo o que ele estava a sentir, sofrimento, tristeza, pânico, etc... E pensei, “eu não quero contribuir para isto, não quero ingerir toda esta energia negativa, a natureza deve ser respeitada e como tal dá-nos tudo o que precisamos”, e a partir desse dia nunca mais fui capaz de tocar num pedaço de carne. Já o peixe, deixei um pouco mais tarde, fui reduzindo até perceber que para além de “sobrevivermos” vivemos muito melhor com uma alimentação vegetariana, com mais harmonia emocional e mais sensibilidade para com o mundo, e todos os seres.

2. Tens alguns cuidados especiais com a tua alimentação e saúde?
Comecei na alimentação vegetariana sem quaisquer cuidados ou suplementos, pois não tinha conhecimento, entreguei-me por sentimento. E mais tarde quando decidi ser mãe procurei informar-me melhor, recorri ao IMP (Instituto Macrobiótico de Portugal) onde tive toda a informação que necessitava para poder ter todo o equilíbrio nutricional que precisava. A partir daí já tenho os meus métodos de culinária, suplementos e é só usar os ingredientes do Amor e criatividade e faço pratos deliciosos.


3. Desde que te tornaste vegetariana, notaste algumas melhorias na tua saúde, energia e disposição?
Notei essencialmente que fiquei mais tranquila, menos ansiosa, mais leve, com a mesma energia, mas mais bem encaminhada, e muito mais feliz, pois sinto-me mais em paz com a natureza.

4. Alguma vez encontraste obstáculos à tua alimentação, nomeadamente quando andas em viagens ou espectáculos?
De facto quando ando em viagens e espectáculos não encontro tofu, seitan, soja, ou algas, mas alimento-me à base de legumes salteados, frutas, frutos secos. Existe sempre uma forma de inventar um novo prato com o que se encontra, pois a nossa variedade alimentar é muito mais vasta.

5. Tens uma filha pequenina. Ela também é vegetariana? Que preocupações tens com a sua alimentação?
Sim, a minha filhota tem 6 anos e também é vegetariana. Desde a minha barriga a Ísis alimenta-se saudavelmente com tudo o que é bom. Aprendi a cozinhar desde vitaminas, a papinhas, sopinhas tudo com a Eugénia Varatojo que é e foi o anjo que me deu orientação inicial. Procurei também um pediatra especial que a tem acompanhado e também a nossa médica de família, tudo 5 estrelas. Só tenho a dizer que a Ísis nunca bebeu leite de vaca, e nunca teve otites, amigdalites, etc... nunca tomou um antibiótico e é uma criança que sabe o que come, e tem consciência do que é a carne e tudo mais... Não a proibi nunca de comer seja o que for, ela mesma não sente essa necessidade, sente-se bem assim, e na nossa casa somos todos vegetarianos, pai, mãe e filha.

6. Consideras que é fácil ser-se vegetariano em Portugal?
Dizem que a alimentação vegetariana é muito mais cara, mas não é uma realidade. A alimentação vegetariana é mais barata e muito mais saudável, infelizmente estamos é muito mal informados. Não considero nada difícil ser-se vegetariano em Portugal ou em qualquer canto do mundo, pois querer é poder.

7. Qual a tua relação com os animais? Tens ou já tiveste algum animal doméstico?
Adoro animais, aliás como já disse, é inteiramente por respeito e amor para com eles que eu não toco num pedaço de carne. Neste momento só tenho um cãozinho, a minha vida não me permite ter mais. Até das formiguinhas eu gosto.

8. E quanto ao meio ambiente, no teu dia-a-dia tentas ter algumas atitudes ecológicas?
Cada vez mais estou atenta em não usar nada que seja testado em animais, faço reciclagem, uso o máximo possível de produtos ecológicos e biológicos e passo todos esses princípios à minha filhota que também respeita muito a terra mãe.


9. Para terminar, que mensagem gostarias de deixar aos leitores?
Sejam felizes, façam outros felizes e receberão sempre o retorno da felicidade e prosperidade na vossa vida. Lembrem-se sempre, mente sã, corpo são e alma plena, alimentem-se de amor e receberão saudavelmente muito amor e gratidão da vida e do infinito Universo. (Fonte: Centro Vegetariano de Portugal

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!